O objetivo não é banir da sua cozinha os produtos que contêm alergénios, o que poderia limitar a criatividade dos Chefs.

Serve sim para que as equipas de cozinha estejam alerta e obtenham o conhecimento necessário sobre o assunto para garantir que é feita uma gestão correta e eficiente dos alergénios na preparação das ementas e na confeção dos pratos.

Algumas recomendações:

  • No futuro, pense cuidada e detalhadamente sobre o que escolhe nas preparações dos pratos, na decoração, entre outros.
  • Reduza ao máximo a transferência acidental de alergénios (contaminação cruzada), promovendo uma sistemática limpeza das superfícies de trabalho, e evitando o contato de potenciais alergénios com outros alimentos e pratos.
  • Importante para evitar a contaminação cruzada: a água limpa não é suficiente para limpeza. O uso de detergentes apropriados é recomendado.
Os 14 alergénios

Os 14 alergénios

Onde podem ser encontrados e onde podem estar escondidos? Faça download da brochura e fique a par de algum exemplos relevantes.

Download
Rotulagem

Rotulagem

Os alergénios contidos nos nossos produtos passaram, a partir de 13 Dezembro 2014, a estar destacados e tornando-se mais fácil identifica-los.

Os 14 alergénos mais importantes estão agora impressos de forma clara e bem assinalados, em letras maiúsculas, como por exemplo OVO, TRIGO, etc.

Alergias e Intolerâncias Alimentares

Alergias e Intolerâncias Alimentares

Os estabelecimentos devem saber prestar informações detalhadas sobre os ingredientes presentes nas preparações que servem, para que os consumidores possam decidir os seus pedidos de forma esclarecida.

 

É extremamente importante conhecer os diversos tipos de intolerância alimentar, como por exemplo a intolerância à lactose.

  • Sintomas: cólicas de estômago, inchaço e diarreias.

Uma reacção alérgica a um alimento pode ter intensidade variável, e pode até mesmo ser fatal.

  • Sintomas: perturbações gástricas, vermelhidão da pele, eczema, ardor ou comichão (pele ou da boca), inchaço dos tecidos (por exemplo lábios ou garganta) ou dificuldade em respirar.

Pessoas com alergias severas a alimentos podem sofrer um súbito choque anafilático, que é uma reacção alérgica muito perigosa, que pode inclusivé ser fatal. Quando este caso acontece, pode ocorrer uma quebra abrupta na pressão arterial, perda de conhecimento e até mesmo levar à morte.