Romã

Romã

Rica em fibra, potássio, vitamina C, é uma fonte importante de antioxidantes. Devido ao sabor doce e à intensa coloração das suas sementes, a romã é muito usada em saladas de fruta. Bem madura, é mais fácil de abrir.

 

Dica do Chef:

Abra ao meio, vire com a parte aberta sobre a palma da mão e bata com uma colher de sopa para os bagos sairem facilmente. 

Escolher bem:

Prefira os frutos que equilibrem o peso com o tamanho. Escolha-os com a casca sem defeitos e sinais de podridão.

Dicas de Conservação:

À temperatura ambiente: coloque num lugar fresco. Duram até 1 mês.

No frigorífico: duram cerca de 2 meses.

No congelador: descasque-as e guarde apenas as sementes. Duram até 3 meses.

 

Uvas

Uvas

Com um elevado teor de açúcares facilmente assimiláveis pelo organismo, a uva preta é rica em taninos, antioxidantes e potássio. Ligeiramente aquecidas, servem também de acompanhamento para pratos de carne.

Dica do Chef:

Experimente picar grosseiramente as uvas (retirando as sementes) e congelar. Utilize todo o ano nas suas sangrias, pudins e mesmo em saladas de fruta. Para impressionar: utilize num molho para carnes vermelhas (vaca, pato), tendo como base um molho de cogumelos ou 3 pimentas, adicionando as uvas picadas. Verá que o sucesso é garantido!

Escolher bem:

Manipule os cachos com cuidado. Estes devem ser firmes e doces. Rejeite os cachos com uvas moles ou manchadas. O pedúnculo deve estar verde e se o bago estiver mirrado é sinal de que a uva já não está fresca.

Dicas de Conservação:

À temperatura ambiente: num local fresco, duram cerca de 2 dias.

No frigorífico: num recipiente fechado, para não perder água, duram cerca de 7 dias.

Abóbora

Abóbora

Com baixo teor em calorias, a abóbora é rica em fibra, Vitamania A, C e E. Usada em imensas receitas, na cozinha portuguesa, é mais comum ser usada em sopas, purés, compotas e pastelaria (como filhoses e sonhos). As pevides, depois de secas e polvilhadas com sal, servem também de aperitivo.

Dica do Chef:

Uma das variedades, a abóbora Chila, é muito utilizada em pastelaria, deve ser partida sem utilizar faca, pois adquire um sabor desagradável. 

Escolher bem:

Opte por abóboras sem imperfeições, com uma casca limpa e brilhante. Se a comprar já cortada, certifique-se que não está seca, pois é sinal de que já está cortada à muito tempo.

Dicas de Conservação:

À temperatura ambiente: conservar num local fresco e ventilado, a abóbora aguenta meses.

No frigorífico: depois de aberta, dura entre 2 a 3 dias.

No congelador: descasque-a primeiro e guarde em recipientes fechados.

Batata

Batata

Rica em potássio, vitamina C e ácido fólico, as batatas são um dos alimentos principais da nossa cozinha. Podem ser cozinhadas de diferentes formas, desde cozidas, gratinadas, assadas, fritas ou em puré. Usada em sopas e cremes, existem diversas variedades de batata para cada preparação culinária.

 

Dica do Chef:

Para umas batatas fritas em corte palito, não deixe de bringir as batatas em óleo entre 100º/120º. Guarde em mise-en-place e sirva fritando-as uma 2ª vez, agora a 170º. Ficarão secas e estaladiças, simplesmente deliciosas!

Escolher bem:

Há variedades para fritar, cozer e assar. Não compre batatas murchas ou greladas pois é um sinal que já estão velhas. Evite batatas que tenham tubérculo com cor esverdeada.

Dicas de conservação:

À temperatura ambiente: guarde-as num local seco e escuro, para não formar solanina. Não guarde as batatas no frigorífico, pois ficam doces, ao fim de algumas semanas.